Friday, May 09, 2014

Desenhos que ganham asas




Nem todos os desenhos que faço têm uma finalidade objetiva. A maioria das vezes desenho só para mim, no meu caderno, sem fim algum...
Este não foi o caso. O José Avillez pediu-me para desenhar a capa da carta do Café Lisboa. As ideias eram muitas. Havia o Largo S. Carlos, o Fernando Pessoa, o eléctrico, o Eça de Queirós, a Joana Vasconcelos, o Júlio Pomar, etc, etc...
Antes de tudo isso, fui para o largo desenhar para mim, no meu caderno. Desenhei as fachadas todas para sentir o espaço como meu, ligar-me afetivamente a ele. Depois disso foi uma loucura de trabalho. Dezenas de desenhos e propostas feitas...


No final, peguei numa folha comprida e fui desenhar outra vez o largo, desta vez todo de seguida, como se se abrisse e ganhasse espaço e foi incrível como depois de tantas voltas, a solução veio ao encontro da primeira necessidade que tive quando peguei no meu caderno e fui lá desenhar...

A carta ganhou depois novos elementos e o resultado final ficou muito bem, segundo a opinião da Mary Lussiana, que escreveu no site internacional How to Spend It este artigo sobre o Café Lisboa fazendo referência à capa da carta do menu. 




(a encadernação e acabamento das cartas só podia ter sido by Laloran Sketchbooks)









Mas isto não acaba aqui. Há desenhos que ganham mesmo asas e este é um deles!
O Gabi Campanario, fundador dos Urban Sketchers, convidou-me em 2013 para participar no próximo livro dele sobre desenho de arquitectura e ambientes urbanos. Enviei vários desenhos. Ele escolheu três e este foi um deles. O livro sai em Agosto de 2014, mas já está à venda na Amazon com preço especial de lançamento. 



Há desenhos que ganham mesmo asas...
Em breve falarei de outros que também ganharam!

4 comments:

nelson paciencia said...

Tudo extraordinariamente belo Mário! Parabéns.
E o livro do Gabi é um "must have", já o tinha espreitado no outro dia, agora aumento a vontade de o mandar vir.
Abraço

sal said...

Muito fixe, parabéns!

Henrique Vogado said...

Extraordinário o trabalho de conjunto. Antes de mais a regra sobre fazermos os desenhos para nós gostarmos e daí transmitirmos a paixão por eles a outros.
Continuem a ganhar asas...

MigueldaLetónia said...

Fantástico Mário!!

Fiquei cheio de vontade de lá ir ao Café Lisboa. Não falharei,

Grandes projectos com o teu toque característico. Como gosto!!!

E lá terei de ir a Roma. Só conheço Milão e FLorença.
Mas quando lá fui ainda não desenhava por isso ir a Roma e poder desenhá-la será um plus

Um abraço
Miguel da Letónia ;)