segunda-feira, julho 13, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Após tantos dias de ausência (viagem a Frankfurt e exames nas Belas-Artes), retomo a publicação...

Gosto tanto desta imagem que ando, desde o início, a tentar escolher o momento certo de a publicar. Já por várias vezes estive para a mostrar, mas acho que nunca encontrei as palavras certas que a acompanhassem...

... sinto-me como ela... agarrado a um fio e a tentar manter-me de pé... salvar o que resta.
Esta fase final de ano está a custar-me mais do que imaginei e já aconteceu o que não queria: tenho de fazer uma cadeira em Setembro...

O fio onde estendemos a roupa é, para mim, um sinónimo incrível de igualdade. Nele penduramos aquela t-shirt que tanto gostamos, as calças que vestimos para a ocasião especial e outras tantas peças de roupa... tudo sem distinção... lá estão estendidas também as t-shirt's velhas e os panos do pó, as cuecas e as meias que raramente mostramos a alguém... tudo no mesmo fio...

... é ou não um grande sinónimo de igualdade?

____________________________________________________________________

After so many days being away (due to the trip to Frankfurt and my final examinations at the Faculty of Fine Arts), I resume my publications…

I like this picture so much that I’ve been trying to find the right moment to publish it since the beginning. Many times have I almost showed it, but I think I never found the right words to go with it…

… I feel like that… holding to a string, trying to stand… to save what’s left. This final phase of the school year is harder on me than I had pictured it to be and what I didn’t want to happen has already happened: I have to do a subject in September…

The wire where we hang our clothes is, for me, an incredible synonym for equality. It is where we hang that t-shirt we like so much, the trousers we put on for a special occasion and so many other clothing items… everything with no distinction… it is also where we hang our old t-shirts and the dust cloths, the panties and the socks we rarely show to someone… all on the same wire…

… isn’t it a great synonym for equality?


8 comentários:

Humildevaidade disse...

Que linda imagem. Aliás as duas imagens, a dela e a da igualdade...

...Ainda assim há quem jamais estenda um pano do pó ao lado de um lenço de seda... temem algum fenómeno de osmose?!

Abraço

Telma disse...

O cordel da roupa... Que paralelismo magnífico!
Aqui na Guiné-Bissau todos lavam a roupa ao sábado. Apercebeste-te disso? Se combinas alguma coisa com um guineense para um "dia sábado", a resposta é sempre "sábado é dia de lavar a roupa". Tens alguma fotografia das tábuas que usam para esfregar a roupa? São giríssimas!
Abraço,
Telma

Anónimo disse...

«agarrado a um fio e a tentar manter-me de pé...» basta não desistir e acreditar para nos mantermos em pé! O resto vem por si...

É inerente ao ser humano. Há-de chegar o momento em que parece que escorregamos e nada nos dá força para nos erguermos! Só podemos dar tempo ao tempo... Tudo se irá recompor!

Cabeça erguida! =)



Quando à imagem... Que dizer? Afinal até somos iguais aos outros, mesmo aos que estão na outra ponta do mundo, embora apenas nas «pequenas coisas»... Poucos as vêem, infelizmente!

«pequenas coisas»... Pena que a igualdade entre os que se pensam diferentes seja apenas nas «pequenas coisas»...!



Força aí!
abraço*



[Carolina. (não consigo fazer login!)]

Mário Linhares disse...

Humildevaidade:
É, o lenço de seda e o pano do pó não costumam andar pelas mesmas gavetas e acho que só por acaso ficariam lado a lado no estendal...
Isto está a fazer-me lembrar uma letra do Jorge Palma sobre um amor de talheres entre uma colher de prata e um garfo de latão... um dia ainda publico aqui a letra e escrevo sobre o assunto...

Telma:
Talvez por ter passado apenas um mês na Guiné, não me tenha apercebido desse facto.

Tenho uma imagem bonita dessas tábuas aqui: http://hakunamatatayeto.blogspot.com/2009/02/fotografia-guine-bissau-photography_28.html

E um desenho aqui: http://hakunamatatayeto.blogspot.com/2008/11/dirio-grfico-guin-bissau.html

Obrigado por ires aparecendo! :)

Carolina:
Obrigado pelo ânimo!
São mesmo as pequenas coisas que fazem a diferença. Se, pelo menos, estivermos atentos aos estendais por onde vamos passando, já podemos fazer a diferença...

Monica Cid disse...

Bonita imagem!!! E bonita partilha :) Ja se passaram uns anos que terminei a faculdade, mas por vezes ainda tenho sonhos, nos quais me que falta acabar uma cadeira!!!... Quando acordo fico aliviadissima ;) afinal esta tudo feito!... beijinhos ***

Ana Claudia disse...

Mais uma foto magnífica Mário!

Tenho sido menos assídua mas não esqueço.

Nunca tinha pensado nisso. Os teus pensamentos são tão magníficos quanto a foto: um fio onde se estende toda a roupa, de todo o tipo e de várias pessoas.

Vai mais um cajú? Parto sábado.

Tou a aproveitar as insónias desta madrugada para ver o meu blog e outros que gosto tanto.

Beijinhos

Mário Linhares disse...

Ana
É bom ter-te por aqui de vez em quando. Eu também tenho sido pouco assíduo no teu blog... mas também não me esqueço! :)

Tenho publicado com menos frequência pois este fim de ano foi mesmo duro, e para a semana estou de partida para Timor, de modo que o blog vai ficar com um interregno...
... mas vou tentar publicar algumas coisas a partir de Dili.

Quanto ao caju, é impossível recusar! Chegas sábado? Em definitivo? Eu parto na terça-feira seguinte...
Como fazemos? Ainda te estou a dever um desenho!

Ana Claudia disse...

Olá Mário,

Cheguei há quase 2 sábados mas ainda sem grande tempo para assentar.

Volto à Guiné em Setembro. Deve ser perto de quando estiveres a chegar de Timor por isso envio-te o cajú quando estiveres perto de regressares.

Fico à espera de novas aventuras, fotos e desenhos. Ouvi dizer maravilhas de Timor por isso quem sabe te apaixonas pela terra como pela Guiné.

Beijinhos