quarta-feira, fevereiro 01, 2012

Diário Gráfico: Portugal

Continuo a desenhar a Brompton. Aliás, acho que nunca vou deixar de o fazer.
Este desenho foi muito rápido, numa viagem algo atribulada de Entre Campos até Sintra.
Toda a gente continua a olhar para ela e para mim como se fossemos dois alienígenas que deixaram a nave algures...
Hoje de manhã, entrou um rapaz com uma Dahon e sentiu-se ali alguma tensão. A minha estava dobrada e a dele também. As duas ocupam pouco espaço. As duas têm design.

Mas a Brompton é insuperável. Basta olhar para elas dobradas... percebe-se logo!

6 comentários:

Sininho disse...

Adorei o seu trabalho e voltarei sempre!!! Que cadernos magnificos!

jes disse...

Concordo!
A Dahon(pelo menos a minha D7) é que é insuperável... eheheh

Mário Linhares disse...

Confesso que gosto de ver o pessoal com as bicicletas dentro do comboio. Sejam de que marca forem...

Mas as dobráveis têm outro fascínio!

jes disse...

A minha também é dobrável :-)

Mário Linhares disse...

Sim, sim, as dobráveis têm o tal fascínio...

Perrine Renoir disse...

i find this sketch adorable. :)