sábado, fevereiro 21, 2015

Lisboa misturada





Não é bem uma mescla, mas podia ser...
Tudo começou com a vista panorâmica para o Tejo. Depois virei-me para o lado esquerdo e estavam ali uns pequenos telhados mesmo a pedi-las. Novamente à esquerda, os edifícios das Amoreiras preencheram o espaço vazio que faltava.

E foi assim que comecei mais um caderno em Lisboa. Estava em branco há dois dias e amanhã parto para Barcelona. Ainda bem que o primeiro desenho é de cá...

2 comentários:

Filipe Almeida disse...

Muito bom... uma espécie de reflexo revirado de cabeça para baixo.

Henrique Vogado disse...

Um bom mix para abrir um novo caderno. Acabei agora um e estou também há 2 dias para abrir um novo.
O telhado ficou bem bom.