quinta-feira, setembro 27, 2012

fim de tarde


Ando cheio de trabalho. Espero que o que vou escrever a seguir não seja lido por muita gente pois até pode parecer mal...

O trabalho abunda. Jorra por todo o lado. É impossível escapar-lhe. Vem ter comigo. Parece um íman. Não dá para perceber...

Tudo isto faz com que ande muito mais organizado do que antes. Tenho de aproveitar bem o tempo. Fazer com que renda. Chego a casa e tenho de dar resposta às solicitações que estão pendentes no mail. É incrível como parece que nascem mails como cogumelos na minha inbox...

Eram sete e quarenta e cinco e estava embrenhado a resolver a imagem do próximo workshop que estou a preparar com o Lapin (preparem-se que vai ser de arrombar!), quando me apercebo que havia algo a chamar por mim lá fora no terraço...
... fui chamar a Ketta a correr e ficámos ali a olhar para o palácio da Pena com a linha do horizonte retalhada pela serra de Sintra e o sol a ir-se embora...

Tirei uma fotografia, minimizei tudo o que estava a fazer e vim ao blogue guardar esta memória. Afinal, é para isso que ele serve, para guardar a minha memória...

3 comentários:

Pedro disse...

Valeu a pena a interrupção!

Filipe Almeida disse...

Ainda bem que a quantidade de trabalho não te retirou a capacidade de olhar para o que te rodeia.
Fiquei curioso em relação ao workshop!

Pedro Loureiro disse...

É engraçado como são as coisas mais simples que cativam a nossa atenção. Se depender de mim não te vai faltar trabalho:) Conta comigo para o workshop! Grande Abraço