domingo, outubro 04, 2015

lsudiqwnlkdLJPOuspdjlk


O título deste post bem que podia ser a tradução do nome do rapaz do desenho, mas já lá vou...

Hoje é dia de eleições. 
Fui votar depois de almoço e nunca me tinha apercebido que há quem vote sem saber em quem vai votar. Há até quem se engane no momento e vote no partido errado sem saber. Ignorância, falta de informação ou interesse na política. Realmente, alguma coisa tem de mudar na nossa sociedade...

Agora sobre o desenho: acontece-me cada vez mais isto. Penso que vou desenhar uma coisa e, quando dou por mim, estou a encher a página de outros motivos, pessoas, objectos...
Neste dia fomos visitar uma igreja portuguesa (parece que é a única em Banguecoque) e tivemos de entrar pelo pátio de uma escola que tinha uma vista deslumbrante para o rio. "É mesmo aqui", pensei eu. Assim que comecei, tocou para o intervalo e o pátio encheu-se de estudantes e escuteiros. Rapidamente fiquei com algumas crianças à minha volta e comecei a meter conversa. Este rapaz era o que falava melhor inglês e queria mesmo falar comigo. Enquanto falava com ele e desenhava a outra margem do rio dei por mim a pensar que o meu foco de interesse estava a mudar, o rapaz tinha de entrar no desenho...
Mais uma lição que o desenho me dá: nunca controlamos completamente o processo (muito menos o resultado final). O ponto de partida, por mais desconhecido que seja, leva-nos sempre para territórios ainda mais incógnitos...

Não sei traduzir o nome do rapaz (que ele escreveu no caderno), mas há tantas outras coisas que não sei traduzir e penso que sei...
... um pouco como as eleições e a nossa política. Pensamos que estamos bem informados, mas a única coisa que controlamos mesmo é a cruz que metemos no nosso boletim de voto. Tudo o resto é um mistério muito grande...

2 comentários:

MigueldaLetónia disse...

Obrigado por postares agora com tanta frequência. Estou-me a deliciar com a Ásia pelos teus olhos (e mãos) :)
Que belos desenhos!!!!


Abraço Mário!
Até dia 14

Miguel (da letónia)

Mário Linhares disse...

Sim Miguel. Dia 14 lá estamos no Alfabeto Lisboeta!