domingo, março 19, 2017

Roma: Largo di Torre Argentina


Cada vez me convenço mais que sou um apaixonado por História. 
Quando conheço algo novo, a primeira coisa que faço é ir investigar sobre o assunto, saber mais sobre ele, os pormenores, quando surgiu, factores de mudança, etc.

Acho que é por isso que Roma é a minha cidade preferida. Há uma certa decadência museológica ao ar livre que me põe o coração aos pulos para saber mais antes que tudo desapareça...

E desenhar estas ruínas in loco é como viajar no tempo. 
Entre investigações sobre o local, não há como falar com as pessoas de lá para descobrir que foi aqui mesmo, em 44 a.C. em frente ao Teatro de Pompeu (actualmente em ruínas), que o grande imperador Júlio César foi assassinado à facada...

Costumamos dizer: "ah, se estas paredes falassem..."
Imaginem se as ruínas de Roma pudessem falar...

3 comentários:

Miguel Antunes disse...

A serio? Xiii passava ao lado todos os dias nos buses e estava sempre para sair e ver o que seria, mas nunca imaginei que fosse tao importante

Historia para mim `e algo de apaixonante!
E o imp`erio romano foi algo de grandioso


Grande abr e keep posting !

nelson paciencia disse...

Que desenho tão extraordinário!

Henrique Vogado disse...

Roma é uma cidade linda com toda a sua decadência romântica. Andei por aí, fui às termas de Caracalla e consegui visitar as catacumbas onde os primeiros cristãos celebravam o culto. Foi muito interessante visitá-las depois de ter visto o Vaticano. Gosto muito de História e perco-me por ruínas romanas.
O teu desenho está fabuloso, Mário! Uma grande sensibilidade nos detalhes. Bravo! Abraço.