segunda-feira, dezembro 08, 2014

Porto Alegre


Realmente há projectos que nos abrem novos horizontes. Nunca imaginei que ter ido desenhar à Costa do Marfim me levaria mais tarde a Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para participar numa exposição e apresentar o trabalho na Universidade.
A viagem foi grande, pois está claro, porque Brasil é mais um continente do que outra coisa qualquer...


Fiquei muito impressionado com a cidade, sobretudo pela arquitectura de grande escala meio inacabada a conviver com edifícios históricos.

Mesmo falando português, eu era um estrangeiro por ali. Logo na primeira manhã, para tomar o pequeno almoço, só pensava nos termos que deveria usar para que me entendessem. 
Fui a uma lanchonete e pedi leite com café e um pão com queijo. Paguei quatro reais e meio (pouco mais de um euro) e fiquei saciado.

Todo aquele contexto levou-me constantemente para a Lisboa dos anos 80 e às minhas memórias de infância. A forma como a cidade está organizada, o ambiente dos cafés, como nos atendem, como têm os balcões de serviço. O primeiro impacto no Brasil foi, para mim, um regresso às minhas memórias de infância, ainda que nunca lá tivesse estado...

3 comentários:

MigueldaLetónia disse...

Grande viagem!

E os cadernos sempre chegaram bem a Porto Alegre?

Abraço
Miguel

Mário Linhares disse...

Sim, mas dois chegaram no dia da desmontagem da exposição...
Agora já devem estar de regresso a Portugal. Espero poder mostrá-los na próxima apresentação do livro...

Abraço!

MigueldaLetónia disse...

Ao menos chegaram bem... que pena...

Continuação de grandes projectos

Abraço!
Miguel