quarta-feira, abril 27, 2016

Esbarrar com a realidade


Este é o meu penúltimo desenho feito em la Tourette.
Não foi o penúltimo desenho feito lá, mas é o segundo a contar do fim a ser aqui publicado.

O tema do exercício era o 3º dia e baseava-se em dois textos. Um do P. Vasco Pinto de Magalhães, sj e outro do profeta Jonas que já tinha utilizado no retiro de diários gráficos na Sicília.

Não me querendo alongar muito sobre as relações entre textos, até porque poderiam ficar fora de contexto, transcrevo apenas algumas partes do P. Vasco:


Diante de um acontecimento qualquer, e particularmente de um acontecimento doloroso, há um primeiro tempo de confusão, de conflito, de choque, de esbarrar com a realidade, é o “primeiro dia”.

Há depois um “segundo dia”, um segundo tempo de interiorização, de reflexão, de “metabolização” desse acontecimento.

Virá, então, um terceiro tempo e momento, o “terceiro dia”, quando começamos a ver as coisas com outros olhos.

Creio que foi o que me aconteceu em La Tourette. O terceiro dia metafórico foi no meu segundo dia com as Laudes da manhã. Comecei a ver tudo com outros olhos...

2 comentários:

teresa ruivo disse...

Cada um melhor que o anterior...as tuas composições são únicas!

Mário Linhares disse...

Obrigado Teresa!