quinta-feira, novembro 13, 2008

Diário Gráfico: Guiné-Bissau | Graphic Diary: Guinea-Bissau


Hoje estou tão cansado que não consigo escrever mais do que estas palavras...

... tentarei amanhã escrever sobre estes dois desenhos que ocupam o meu diário gráfico da Guiné.
13.Nov.2008 - 23:14


15.Nov.2008 - 20:18

Depois de muito pensar, decidi transcrever as palavras que estão no meu diário. Escolhi o dia 13 de Agosto. Nesse dia tinha escrito sobre a Franca, ela que aparece desenhada aqui duas vezes...

Todos os dias escrevia uma página no meu diário, o equivalente a sensivelmente um A5. Quando leio hoje o que escrevi lembro-me de pormenores que parecem levar-me para lá... pormenores que a escrita imortalizou...


Empada, 13 de Agosto de 2008

Hoje fizémos a entrevista à Safi. Como é pobre a Safi... chove dentro da sua casa...
Enquanto lá estava só conseguia pensar no modo como eu poderia ajudar esta mulher e as suas filhas lindas!
Todas passam fome, mas nenhuma se queixa. Hoje a Franca estava a comer o arroz que deveria ser para ela, para a Norma e para a Fámata. Em vez de dividir em três, começou a comer sem parar até quase nada restar para as irmãs. Quando elas chegaram, em vez de reclamar, comeram o que sobrava... em silêncio...
... que lição de vida se tem por aqui! As irmãs mais velhas deixam a mais nova comer mais porque sabem que ela precisa...
... enfim...

...
Amanhã a Patrícia vai dedicar-se às filmagens da vida das irmãs aqui por casa e vai fazer-lhes umas entrevistas. Eu e a Ketta estamos, portanto, mais livres. Vamos tentar corrigir todos os trabalhos de casa que temos dos nossos alunos...
...
Hoje acabei a ficha de registo para o Centro Nutricional da Ir.ª Franca! :)


4 comentários:

ketta disse...

“Minha nomi é Safi, Safi Yeto Camara.”

Quando me vim embora de Empada não me despedi dela…

Eu estava dentro do carro da última vez que vi o seu rosto.
Iria deixar a aldeia pela segunda vez…

Ela caminhava à nossa frente, com uma túnica bonita e uma catana na mão… quando o carro passou por ela, apenas gritou: “Adeus Ketta.”

… … …

Sabem aquela sensação de que podíamos ter feito mais?...

Cristiana disse...

É um prazer para mim ler estes textos do "Diário Gráfico - Guiné-Bissau", nao pela sua informação que nos entristece um pouco ao ver a realidade em que as pessoas vivem na Guiné, mas sim pelo conhecimento que obtemos ao ler estes textos. Gosto de ler e refletir acerca de cada palavra deste diário. Parabéns pelo óptimo trabalho que desenvolve e dá a conhecer. Não deixe de escrever! Fico à espera de outro dia, de outro texto, de outras curiosidades...

Mário disse...

Obrigado.

É bom receber comentários destes...
:)

Anónimo disse...

Concordo plenamente consigo.No meio de tanta gente má e ordinária, ainda exitem pessoas como voces, que se preocupam com os outros.Tentam ajudar no que podem, que dão sem receber nada de muito valioso(fisicamente), mas que adquirem conhecimentos que muitos não têm.E depois como diz ketta, "Sabem aquela sensação de que podíamos ter feito mais?...", compreendo isso.Eu até que nao tenho tudo, mas o pouco que tenho dou graças porque existem muitos, mas MUITOS mesmo que não têm as mesmas possibilidades que eu tenho, e tento sempre mas sempre ajudar no que não posso.Mário, queria dar-lhe os parabens pelo excelente trabalho que desenvolve e agradecer por ser assim! continue assim ! ;)
cumprimentos, Tinho