terça-feira, junho 28, 2016

praia de pescadores em Díli


O penúltimo dia em Timor foi dia de praia. As primeiras que se encontram são de pescadores.

Há qualquer coisa neste desenho que me leva o pensamento para a importância da honestidade e da transparência. Ser pescador é uma profissão tão relevante como qualquer outra. É mais física, mas de intelectual tem também muito. Ali, sabedoria não é académica, mas da vida, da experiência. Não é por acaso que se chamam mestres aos pescadores mais experientes que comandam o barco.

Hoje, uma amiga vai defender a tese de mestrado dela. Conseguiu. Parabéns! 
Eu continuo com a minha atrasada. Outras coisas se têm colocado à frente. O desenho, viagens, ilustrações, desafios irrecusáveis...
Mas nem toda a sabedoria é académica. A minha também é, mas não apenas. Esforço-me para colocar a sabedoria da vida em pé de igualdade com a dos livros.

2 comentários:

Miguel Antunes disse...

A sabedoria de vida é bem mais difícil de alcançar, se alguma vez se consegue. Até porque se tende a não dar muita atenção aos saberes de antigamente....

A sabedoria académica é mais fácil.

Pelo que leio nos teus posts vais conseguir escrever uma alta tese, facilmente ;)

Grande abraço!

Teresa disse...

O tempo para a tese há-de chegar. E nesse dia tudo fluirá naturalmente !

Até breve.