segunda-feira, janeiro 12, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau



A partir de hoje, mais uma parceria vai ser estabelecida. O blog irá ficar bilingue. A transformação será lenta e nem sei se os post's anteriores verão a versão bilingue, mas o feito deve-se ao trabalho de uma colega e amiga que aceitou o meu desafio de colocar aqui os seus dotes linguísticos em prática: a Rita Trindade.
Talvez esta versão bilingue do blog torne as actualizações mais lentas, mas logo se vê...

Se o oitavo Objectivo de Desenvolvimento do Milénio for colocado em prática, muito trabalho deixa de ficar perdido e associa-se num unir esforços que podem, de facto, transformar o mundo!

As parcerias acontecem sempre no nosso dia-a-dia. Na escola, em casa, na faculdade, em todo o lado! Até o nosso corpo humano funciona em parceria; os dedos entreajudam-se para pegarem em objectos, as pernas articulam-se para podermos caminhar, os maxilares, dentes e língua conciliam esforços para nos conseguirmos alimentar... mas para mim, a parceria mais fantástica do ser humano são os neurónios! Associam-se uns aos outros para receber, interpretar e partilhar informação. Esta parceria entre neurónios tem um resultado brilhante: o nosso pensamento!

Em Empada, uma das parcerias mais comuns anda sempre à volta do poço. O mais forte bombeia a água para que todos consigam encher o seu balde. O poço não é só sinónimo de água, é também local de convívio, ponto de encontro e brincadeiras...

____________________________________________________________________________

From today on, another partnership will be established. The blog will be bilingual. The transformation will be slow and I don't even know if the previous posts will also suffer this change, but we owe this achievement to the work of a colleague and friend who has accepted my challenge of putting her skills into practice: Rita Trindade.

This bilingual version might slow down the updates, but we'll see…

If the 8th Millennium Development Goal is put into practice, a lot of work will no longer be lost and will result in a union of efforts which can, indeed, change the world!

Partnerships happen all the time in a daily basis. At school, home, college, everywhere! Even our human body works based on partnerships: the fingers help each others to pick up objects; legs articulate themselves so we can walk; jaws, teeth and tongue join efforts so we can eat… but for me, the most fantastic partnership about the human being are the neurons! They associate among themselves to receive, interpret and share information. This partnership among neurons ends in a brilliant result: our thoughts!

In Empada, one of the most common partnerships revolves around the well. The strongest person pumps the water so that everyone can fill up their bucket. The well does not only mean water, it is also a place to be together, a meeting point and a place to play…

9 comentários:

Rita disse...

hehe, sou a primeira a comentar e tudo! :D

que bela parceria que aqui temos, e já vimos que está a dar frutos! espero que continue assim ;)

*

Mário disse...

Obrigado Rita!

Estás a ser fantástica e super eficiente!

:)

ATPD'S disse...

Olá!
Somos os ATPD's, e queriamos perguntar-lhe se nos poderia fornecer o seu e-mail?
Pois, gostaríamos de lhe enviar uma entrevista via online, com intuito de nos informar mais acerca das condições actuais da aldeia de Empada.

Espero que tenha disponibilidade para tal=).

Cumprimentos
ATPD's

Mário disse...

Olá ATPD'S

O meu email está disponível no meu perfil. Basta clicarem lá e têm acesso a ele.

Estou disponível. Fico a aguardar o vosso contacto!
Bom trabalho!

Amnistisiados disse...

Muito boa iniciativa, parabéns!

Às vezes não pensamos muito nisto, mas as parcerias são tão importantes na nossa vida...

A propósito de o mais forte bombear a água para todos lembrei-me dos meus tempos de escuteira. Estou-me agora a lembrar da saudação escutista, recordo-me de na altura o "chefe" nos explicar que deveríamos colocar o polegar sobre o mindinho... E que isto simbolizava a protecção do mais forte (polegar) sobre os mais indefesos (mindinho).

Parece-me que a parceria exercida em redor do poço vai de em conta a esta saudação. :)

Mário disse...

Quando estive no Quénia visitei a campa do Baden Powell. Nunca fui escuteiro, mas depois de 3 anos em Viana do castelo um grupo de escuteiros ofereceu-me uma ponte feita em corda a uma escala pequena. Na altura disseram-me que somando todos os momentos que tinha passado com eles dariam, pelo menos, um dia de escuteiro e que quem era escuteiro por um dia, era escuteiro por uma vida.
Nunca mais me esqueci dessas palavras e recordo com muita saudade esses amigos que tenho lá.

Do Baden Powell gosto sobretudo da frase: "procura deixar o mundo um pouco melhor do que o encontraste".

Obrigado amnistisiados por trazerem para o meu blog este assunto tão valioso!

Amnistisiados disse...

É verdade, quem é escuteiro por um dia, é o para sempre!

Ontem, este blog fez-me lembrar aquele pequeno episódio e fez-me compreender o significado do mesmo. Acaba por ser estranho perceber a real essência daquelas palavras apenas uns anos mais tarde.

E se todos tivessem um bocadinho de Baden Powell dentro de si, de certeza que o mundo se tornaria melhor.

Nós é que temos que agradecer, este blog acaba por ser uma fonte de inspiração e de força para a nossa "missão"...:D

ketta disse...

Somos a geração que mais dispõe de recursos humanos qualificados e dos melhores recursos tecnológicos para acabarmos com os problemas actuais no mundo. Cada indivíduo deve saber aplicá-los consoante as suas limitações e qualidades.

Pessoal, enquanto podemos, avancemos… ir sempre mais longe do que aquilo que poderíamos imaginar…

PS - Parabéns pelo blog bilingue e e pela vossa parceria (Mário e Rita).

Grupo 1 (CSD) disse...

Bom dia stôr,

Nós somos um dos grupos apoiantes dos del8. Viemos por este meio relembrar-lhe sobre as fotos dos poços de Empada. Se tiver mais alguma gostaríamos que nos envia-se para o mail odm.del8.csd1@gmail.com .

Agradecemos a sua colaboração.

Cumprimentos do grupo.