sábado, maio 07, 2016

Saídos da prateleira

Hoje vou estar em Évora para apresentar o trabalho que tenho desenvolvido nos últimos anos sobre o espiritual no desenho.

Quando se tem muito para dizer e desenhos para mostrar, há que procurar a sabedoria de escolher as palavras certas para transmitir o que é verdadeiramente importante.
Dividi a apresentação em quatro partes: uma mais teórica e depois exemplos de três exercícios, respectivos enunciados e conclusões.


Fui à prateleira dos cadernos para escolher os certos para mostrar.
Saíram da escuridão estes desenhos de Turim, feitos em 2015. 
O Santuário da Consolata foi onde o P. José Allamano foi reitor e onde percebeu que tinha de fundar os Missionários da Consolata. Grande e santo homem!


Turim é uma cidade onde não me importava de viver durante uma temporada.
Acredito mesmo que um dia isso acabará por acontecer...

3 comentários:

Ana Crispim disse...

E como relembrar é sempre bom, já fui reler as propostas...Gosto imenso destes desenhos.

Mário Linhares disse...

É sempre bom reler as propostas. Também eu fico surpreendido! :)

teresa ruivo disse...

Quando venho ao teu blogue já não sei o que dizer! É sempre tudo tão bom... :)