quinta-feira, outubro 09, 2008

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau




Os guineenses são incrivelmente belos!

Para os gregos o Belo não era um tema fácil: Platão conversou uma vez com Hípias sobre o assunto e o resultado foi: "O Belo é difícil". Para os gregos o Belo era o ideal, havendo uma influência grande ao nível do pensamento, da Filosofia. A propósito deste Belo, apetece-me saltar para o Renascimento (séc. XV), mais especificamente para o tratado De Statua do artista, arquitecto e tratadista Leon Alberti. Nesse tratado, Alberti fala do Belo como momento Concinitas, ou seja, o momento em que tudo está perfeito... em que o risco de continuar a obra é de tal forma grande que toda a Beleza se perderá se se mexer um milímetro da obra...

... assim são os guineenses...

Platão ficaria pasmo com o Belo que encontraria neles!
Alberti não descansaria enquanto não os representasse na sua devida proporção, equilíbrio, harmonização!



... eu, na minha pequenez, com a minha Canon, tentámos trazer um escasso momento desse Belo guineense...


1 comentário:

David Saraiva disse...

Belo, só o vê de facto quem o tem no seu interior.

Ler este artigo deu-me saudades tuas.

Um abraço apertado

David